29/04/2008

Um Quarto de Século


Já vamos quase a meio do ano, como este ano tem passado a voar.... E o tempo não volta atrás... Todos os segundos tornam-se instantaneamente em passado, sejam feitos de boas recordações ou de más recordações.
Estou quase a fazer um quarto de século de existência e parece que ainda não fiz nada de significativo na minha vida, no meio de milhões de outras... Tal como uma formiga numa colónia, pelo menos lá todas têm uma função e sabem o seu lugar… Hoje estou melancólica, e nostálgica, sem esquecer também a minha fácil "fervura", talvez se deva ao meu estado, talvez não.
Não sei porquê tenho me lembrado muito do meu passado, de episódios, que julgava ter esquecido, surgem-me no pensamento do nada, sem qualquer motivo. Também tenho me lembrado muito do meu irmão, mas dele, lembro-me muitas vezes, embora não o diga a ninguém.
Sempre conversei mais comigo própria do que com os outros, e o blogue muitas vezes possibilitou uma miragem desses murmúrios internos… E passam-me tantas coisas pela cabeça, que quando me perguntam o que penso, já me passaram outras mais, e já não sei o que diga, ou já nem me lembro no que estava a pensar…
E assim sou eu com um quarto século de existência…

2 comentários:

Anónimo disse...

meio século... diria antes 1/4 de século, mas ok... estamos naquela altura do mês...
Só espero que amanhã te lembres que não precisas de falar contigo mesma...estou aqui... se quiseres.

Claudia disse...

Pois... Já está corrigido...