21/09/2007

(IN)definições

Tenho tentado escrever alguma coisa ultimamente, mas não tem sido fácil… Não é por falta de temas, mas parece que não consigo pôr as minhas ideias em ordem, pelo menos em ordem para os outros…
A vida continua, eu continuo, complicadinha como sempre, em busca daquela perfeição… Traçando um percurso cautelosamente com medo de tropeçar, revendo e aprendendo com o passado, ponderando minuciosamente o futuro. Como se fosse possível sermos os arquitectos da nossa vida, sem a interferência de factores externos…
O tempo passa, por vezes rapidamente, por vezes tão vagarosamente…. Às vezes não sei o que faço com ele, tão impávido e sereno…
Existem momentos em que tenho receio de só me aperceber de que a maior parte da minha vida passou, quando me encarar velha no espelho... E só aí perceber que o tempo não volta atrás e que tudo esfumava-se num ápice.
De que me serve o passado na realidade? De pouco, em algumas situações, então porque será tão difícil ignorá-lo? Insistir em trazer as manchas do passado para o presente e talvez para o futuro… E como é fácil a teoria, sabemos 99% das coisas e acabamos por só fazer 9%.
Nem sei…

2 comentários:

Anónimo disse...

A mim parece que já vais conseguindo colocar as ideias em ordem... afinal o passado é meramente um reflexo do nosso antigo EU... o futuro o EU que estás a construir agora...
Complicadinha...NÃO!!!
Às vezes não sabes o que fazer com ele?... falas do tempo?...
O tempo passa, não importa a velocidade que te apercebes, ele corre sempre da mesma maneira... acompanha-o, preza os momentos, goza a vida, aprecia o que ela tem de bom para oferecer a uma mulher bele e sensual como tu... Sê feliz porra... é difícil mas o importante é tentar... só assim podes um dia realmente dizer que conseguiste, que chegaste lá... e que o percurso foi tão bom que se pudesses repetias tudo de novo...

Pkenino

Jsilvio disse...

um beijo

se precisares...sabes onde me encontrar..*