15/05/2007

Dizem que....

********************************
"Our love, or our lack of it...will in the end be an expression of ourselves: of who we think we are, of what we want to be, of what we think we are here for."
Thomas Merton
********************************

2 comentários:

Claudia disse...

A frase não é minha por isso vou comentar aqui mesmo... Realmente se não houvessem tantas pessoas mal amadas, o mundo seria definitivamente um lugar bem melhor...
Porém todos os grandes amores comportam grandes riscos..
Neste mundo muitas vezes de FAZ DE CONTA (um bom tema para um novo artigo), o amor pode surgir apenas como uma gorjeta ao longo da vida e não como um bem essencial... A necessidade de amar e ser amado!

Anónimo disse...

O amor, amar e ser amado,...uma necessidade, um luxo? uma obrigação?... não creio. Amar é, essencialmente, dar corpo ao sonho que todos nós temos... SER FELIZES.
Não necessitamos de realmente amar alguém, temos é que amar e sentir que somos correspondidos, até os animais retribuem o amor... depende das expectativas individuais...mais uma vez as expectativas...
Se quem ama é verdadeiro nos seus sentimentos e se esse amor é bem estruturado, não são precisos faz de conta...nem conversas enigmáticas ou falaciosas...apenas é necessário ser verdadeiro/a... a sinceridade/veracidade de sentimentos e palavras é a base de sustentação de qualquer relação, amorosa ou não.
No fundo a nossa capacidade para amar é que determina como somos, os mal amados não são aqueles que não têm quem os ame, são aqueles que não conseguem amar...

Pknino